11.1.11

o que a vida me faz

Eu costumava sonhar com o dia em que você olharia pra mim. E esse dia chegou e se foi. Eu não dei a mínima. Você não era mais o mesmo. Havia me acostumado a ficar sozinha. Era tão simples.

Existia beleza na solidão e eu era feliz. Sorria, cantarolava canções e vivia. Profunda e intensamente. Me sentia bem. Eu e eu. Nada além. Não havia nada a esperar. Eu tinha me cansado de aguardar você. Que não vinha nunca. E quando finalmente veio, percebi que sua presença não me acalmava. Nada fazia. Nem brisa. E continuei. Prossegui. Parada. Estacionada no lugar em que você me deixara só.

Mas eu te chamava em silêncio

0  +:

Postar um comentário