14.10.10

when i fall it's always the same

É até irônico como as coisas mudaram de figura. Me pego dando conselhos a pessoas sobre coisas que vivi e que antes machucavam tanto, e hoje estão assim, mornas. Desacordadas. Não sei o que exatamente eu deveria pensar sobre tudo isso que conheci. Não sei como deveria me sentir. Ou se deveria ter que me sentir de algum jeito, afinal de contas. Só sei que não me sinto mais a mesma.

Parece que tudo aconteceu há muito tempo atrás. Que agora já posso me ver livre do meu passado. Mas sei que não funciona assim. Sei que não posso apagar, por mais que eu queira. E simplesmente estou cansada de ter que dividir o espaço das memórias novas com todas essas outras memórias antigas. Só gostaria que fosse simples esquecer. Deixar o passado para trás. Viver sem erros.

Ingenuidade minha. Eu sei que nada do que acontecer agora vai tornar o passado mais fácil. Eu sei que o que fazemos aqui, permanece aqui. Apodrece conosco. Queria sentir que posso falar qualquer coisa. Quero sentir que tudo é certo. Que tudo está certo.

Queria saber se sou a única que ouve uma música e relembra de períodos esquisitos da vida. Queria saber se vai ficando mais fácil com o passar do tempo. Deixar pra lá, quero dizer. Finalmente esquecer. Como você parece ter feito.

1  +:

Aline disse...

a gente acostuma e vai ficando mais fácil aguentar. o dificil mesmo é se conformar, aceitar que acabou.

Postar um comentário