30.3.10


acho que não ficou nada sem ser dito. todas as palavras foram pronunciadas, soletradas, jogadas. e eu já até cansei de dizer que te amo por todos os motivos do mundo. te amo porque você come, porque você anda, porque você fala, porque você respira, porque você existe.

e eu sou tão, mas tão simples, que às vezes canso de mim.

tenho uma professora que um dia disse que é preciso tomar cuidado com as coisas que se fala porque as palavras vão embora com o vento, mas elas grudam na memória. e é. eu sei que é. eu não me esqueço.

eu só me esqueço do que é banal.

mas, mesmo assim, eu não vou me esquecer de você. eu juro. porque eu já tentei, mas não dá. e eu já entendi e já aceitei. e não vou mais insistir. então continuo vivendo assim, com você aqui. como vai ser sempre.

0  +:

Postar um comentário