15.6.09

they're trying to tell me how to feel

faz um bom tempo que eu me apaixonei pela primeira vez - talvez tenha sido um pouco cedo demais -, porém, até agora, só amei de verdade apenas duas vezes em minha vida.
a primeira vez, foi quando eu estava com quinze anos. não tenho do que reclamar. ele me ensinou a ser uma pessoa melhor, a me entregar completamente a alguém, a fazer as coisas sem esperar nada em troca. ele me ensinou a amar incondicionalmente, a ficar muito tempo admirando o rosto dele, a enxergar sua beleza nas pequenas coisas, a ter nossas próprias intimidades e brincadeirinhas. mas, acabou. um dia acabou e eu demorei pra superar. eu sofri, como qualquer outra pessoa sofre por amor. e doeu muito. e me deixou marcas.
e foi então que eu amei pela segunda vez. essa pessoa me ajudou a superar, me ajudou a enxergar que a dor iria passar, que eu precisava me curar, que eu poderia contar com ele. e aí eu amei loucamente de novo, e ainda amo. como se fosse a primeira vez. mas melhor, muito melhor. porque dessa vez, eu não vejo o final. não existe fim, nem limites. eu descobri que o amor pode ser maior do que nós mesmos, e isso é fantástico e assustador ao mesmo tempo. é mágico acordar sabendo que existe alguém lá. ali. do seu lado. é confortável.
felicidade. eu a encontrei. e é lindo. obrigada, meu amor. eu te amo.

1  +:

Renata Loreta disse...

gostei desse texto alinenha.e tenho a felicidade de saber como é se sentir assim.ta lindo!amei!

Postar um comentário